Cultura

Ator Sulivã Bispo estreia espetáculo solo cômico com personagem Koanza

Após longa temporada fazendo aparições apenas no meio digital, chegou a hora da já popular e aplaudida Koanza, personagem criado e interpretado pelo ator baiano Sulivã Bispo, subir no palco para um espetáculo teatral só seu, afinal ela tem muito a dizer. De cabelos brancos e com notícias do futuro, a ialorixá senegalesa Koanza dá vida à peça “Koanza: do Senegal ao Curuzu”, que faz temporada no Teatro Sesi Rio Vermelho de 15 a 30 de julho, sempre às sextas-feiras e sábados, às 20h.

“Apesar de Mainha ter se popularizado primeiro, Koanza é o meu primeiro personagem feminino, e essa será a primeira vez que piso sozinho num espetáculo inteiramente dedicado a ela, para contar a história dela”, comenta Sulivã Bispo, que define “Koanza: do Senegal ao Curuzu” como um espetáculo solo com o tempero da comédia stand-up, além de ser, para ele, uma grande oportunidade de tratar de temas que lhe são caros como indivíduo e como ator: o combate ao racismo e à intolerância religiosa.

Senhora riquíssima nascida no Senegal, bem-sucedida no comércio de jóias e tecidos senegaleses para a diáspora negra, makota (cargo feminino de grande valor no Candomblé), sofisticada e moradora do Corredor da Vitória, em Salvador (BA), Koanza (nome de um rio angolano e da moeda de Angola) – é uma mulher de saberes ancestrais, chique e consciente do mundo desigual em que vivemos, comprometida com um papel ativo na reafricanização das lutas antirracistas na diáspora negra, que ela refina com empenho, elegância e humor.

SERVIÇO:

Koanza: do Senegal ao Curuzu

Local: Teatro Sesi Rio Vermelho

Quando: 15 a 30 de julho – Sextas-feiras e Sábados

Horário: 20h

Ingressos: R$30 e R$15

Vendas: Sympla –  https://www.sympla.com.br/koanza-do-senegal-ao-curuzu__1637958

Foto: Edgar Azevedo