Cultura

Ator e diretor, João Saraiva estreia como cantor e compositor

Com ampla experiência nas Artes Cênicas, da direção teatral à interpretação, João Saraiva estreia como cantor solo e compositor com o lançamento de Vampiro, seu primeiro single, no Spotify. Apesar da estreia, a música não é novidade na carreira do jovem artista, que tem no currículo a participação em musicais como “Éramos Gays”, de Aninha Franco – primeiro musical da Bahia em parceria com a Broadway – e “Mambembe”, de Rubens Lima Jr.

Um dos responsáveis pela direção dos espetáculos musicais da Casa de Arte e Cultura Julieta de Serpa e professor de teatro na Cia. Musical Andrea Lobato, ambas no Rio de Janeiro, onde morou nos últimos 5 anos, João passou pelo palco de artistas como Daniela Mercury e Gerônimo Santana antes de se aventurar como artista solo. Sua música de estreia, “Vampiro”, é uma metáfora bem-humorada de suas experiências pessoais. “É uma música pra fazer suar e espantar os sugadores de energia, é um grito de libertação e cura de relacionamentos abusivos”, conta.

A música faz uso da criatura mitológica do Vampiro, de aparência humana e sedutora, para denunciar as relações que sugam a nossa energia. A letra trata de relacionamentos abusivos, do limite da doação e do esgotamento emocional. “Quantas vezes nos sentimos levados ao limite por determinada relação ou nos sentimos cansados, sugados, só de encontrar determinada pessoa?”, questiona João. O arranjo traz batidas eletrônicas e um frescor pop e contemporâneo, perfeito para dançar, extravasar e cantar no último volume.

Foto: Ricardo Konká/Divulgação